BISON – Xenoblade Chronicles X: Ga Jiarg e Ga Buidhe

Xenoblade Chronicles X, um jogo sobre robôs gigantes e colonialismo em lugares inóspitos, só te dá o seu próprio robô gigante colonizador depois de jogar por umas trinta horas. É uma decisão deliberada, claro: os robôs permitem explorar o mundo de maneira muito mais eficiente devido a sua velocidade e o tamanho de seu pulo,… Read more »

Call of Duty: Advanced Warfare

Eu adoro o modo como Call of Duty: Advanced Warfare começa. A primeira missão é muito pessoal, mais que qualquer outra do resto da campanha, porém, ela é contraditória também: enquanto tenta alcançar esse nível de pessoalidade falando sobre o Soldado Comum E Seus Dramas ela também tenta manter uma certa distância dessa pessoalidade, jogando… Read more »

Tela-Título – Super Mario Kart: Mario Circuit 1

Este texto finalmente estreará o Tela-Título, um quadro para falarmos sobre fases. A ideia não é falar de especificamente de design de fases como se elas fossem um roteiro pré-determinado, apesar de ser mais ou menos o caso deste texto. Um detalhe curioso sobre o formato da análise é que eu nunca vi ninguém o… Read more »

O silêncio ubíquo em Destiny 2

O absoluto de qualquer coisa sempre irá transpor a moldura limitadora que é a percepção. Quando você começa a tentar colocar em palavras ou explicar sistematicamente esse absoluto, acaba encontrando mais barreiras do que caminhos: sua visão; sua linguagem; seu mundo; você. Esse “indizível” que se esconde por trás de tantos obstáculos é um sentimento,… Read more »

A Chuva de Breath of the Wild

A chuva, em nossa vida real, raramente é mais do que um incômodo. Ela não necessariamente torna partes de nossa rotina inviáveis, mas atrapalha um monte de coisinhas pequenas e acabam acumulando para tornar a nossa experiência diária mais miserável. Isso é bem triste, até, porque chuva é um negócio muito bonito, cria temperaturas agradáveis… Read more »

BISON – A família Baker de Resident Evil VII

Olá! Esse texto será a abertura de uma nova coluna no Juiz Cachorro: Bison. Será o nosso espaço para falar de forma menos holística sobre os jogos, visando um aspecto específico: lutas contra chefes. Em Silent Hill 4, quando você está navegando as “dungeons” pela primeira vez, sempre encontra outros personagens e os ajuda, na… Read more »

Max Payne e o Rifle Sniper

Muita gente que escreve sobre videogames deveria jogar Max Payne. Sabe aquela frase feita que desde Dark Souls já é mais repetida que fator replay, a “é difícil, mas não é injusto”? Assim como o fator replay, ela é só uma característica do jogo que foi elevada a elogio desde um vídeo do Extra Credits… Read more »

ÉON EM EOS: EXPLORANDO FINAL FANTASY XV

UMA INTRODUÇÃO CURTA, MAS IMPORTANTE Escrevi esse texto em Maio de 2017, alguns dias depois de terminar Final Fantasy XV, e essa é uma introdução curta, mas importante. Esse é um ensaio sobre subjetividade, sobre humanidade e sobre os silêncios que residem em ambos. Talvez também seja acerca das minhas doutrinas e rituais, mas, definitivamente,… Read more »

Mario + Rabbids: Kingdom Battle e preservação de identidade

Foram longos dias de ira internética desde o vazamento de algumas imagens de Mario + Rabbids: Kingdom Battle e seu anúncio oficial, durante a conferência da Ubisoft para a E3 2017. Eu costumo ser um tanto receptivo a ideias novas em jogos de videogame, mas ver o Mario usando uma arma e atuando em conjunto… Read more »

Kingdom Hearts: Chain of Memories

A being that is neither darkness nor light; belonging nowhere; abandoned by its heart; a mere shell of its former self. The relation between the heart and the body is complex. However, I am certain that if your self exists here, then by definition the other cannot truly “exist.” The other, the one which does… Read more »

  • DEFAULT

    Yoshis de Tricô

    Posted on by

    A decisão de mudar o nosso próprio padrão de nomenclatura de títulos para este texto vem de algo mais forte que o nome Yoshis de Tricô ser…

  • DEFAULT

    Brothers: A Tale of Two Sons

    Posted on by

    Houve uma situação bem específica em Brothers que me fez largar o controle na cama e puxar os cabelos com as duas mãos por alguns segundos…

  • DEFAULT

    Ei, você já acabou?

    Posted on by

    Você liga seu computador. Você é da polícia. A julgar pelo o que nos é apresentado logo no começo você está no meio de uma investigação …

  • DEFAULT

    Hatoful Boyfriend: Holiday Star

    Posted on by

    Hatoful Boyfriend foi uma piada — uma piada que acabou por se tornar algo bem maior que isso através do carinho (carinho?) das pessoas que…

  • DEFAULT

    Demon’s Souls

    Posted on by

    Demon’s Souls é uma das coisas mais incríveis que eu já joguei.

  • DEFAULT

    Life is Strange

    Posted on by

    Minha primeira vontade de jogar Life is Strange aconteceu quando eu li um texto sobre o primeiro episódio. Um dos pontos que ele tocava era…

  • DEFAULT

    Broforce

    Posted on by

    Eu sempre gostei dos chamados ‘Brucutus’ do cinema. O brucutu é, normalmente, um sujeito de porte físico com proporções hercúleas, perito…

  • DEFAULT

    Downwell

    Posted on by

    Desde quando ligamos o primeiro Mario Bros no NES estamos acostumados com uma convenção — partimos da esquerda para a direita. Isso porque…

  • DEFAULT

    Super Meat Boy

    Posted on by

    Counter-Strike é o jogo que a gente costuma lembrar por causa das horas perdidas em Lan Houses, mas também por causa de de_dust2. Eu não…

  • DEFAULT

    The Talos Principle

    Posted on by

    Teve uma época da minha vida na qual eu acreditei que era possível conseguir estudar engenharia, trabalhar e fazer curso de japonês por…