Kingdom Hearts: Chain of Memories

A being that is neither darkness nor light; belonging nowhere; abandoned by its heart; a mere shell of its former self. The relation between the heart and the body is complex. However, I am certain that if your self exists here, then by definition the other cannot truly “exist.” The other, the one which does… Read more »

Cartão Azul #01 – The Phantom Pain

Nesta primeiríssima edição do Cartão Azul, relembramos as nossas experiências com Metal Gear Solid V: Phantom Pain quase dois anos depois do seu lançamento (menos o Caio que na verdade jogou só agora). Duração: 77min Equipe: Caio Oricchio, Guilherme Alves, Kinho Costa e LucasQ Feed: Link  

E3 2017

Já chegou a temporada de E3. Você pode negar a importância do evento, falar que ele não tem a mesma grandeza de outrora, mas deixar de admitir que Aquele Momento Do Ano chegou é fechar os olhos para a realidade. Rumores começam a vazar, informações de novos jogos começam a surgir discretamente e a conversa… Read more »

Watch Dogs 2

Acho que é razoável começar explicando o motivo de eu ter comprado Watch Dogs 2, em primeiro lugar. Sou um crítico inveterado da Ubisoft e nada foi mais Ubisoft em 2016 que Watch Dogs 2. Acontece que os dois jogos da série estavam em uma promoção razoável na loja do Xbox semana passada e ainda… Read more »

The Legend of Zelda: Breath of the Wild e seu sistema de armas

Seria errado da minha parte dizer que este texto não se originou da análise do Jim Sterling de The Legend of Zelda: Breath of the Wild, texto que ficou mais conhecido por mostrar como a fanbase de Zelda é irritante de uma forma agressiva – eles tiraram o site do Jim do ar apenas pelo… Read more »

We ♥ Katamari

Katamari Damacy é um dos meus jogos favoritos. Eu gosto bastante dele, a ponto de desperdiçar mil oitocentas e não sei quantas palavras falando de como ele reúne muitas de minhas preferências em joguinhos. Passei bons tempos ponderando enquanto jogava We ♥ Katamari se eu gostava de Katamari ou Katamari Damacy, o jogo original. Sério,… Read more »

Sobre Níveis de Dificuldade Viscerais

Esses dias eu publiquei um texto sobre Bleed 2, mas não descrevi como ele trabalha com os níveis de dificuldade porque isso ocorre da forma mais ortodoxa possível. A Wryn tem um poder de refletir tiros com a sua espada, desde que este tiro seja rosa. A cor oposta ao rosa no contexto do jogo… Read more »

Bleed 2

É complicado falar de Bleed 2 sem citar o primeiro Bleed porque Bleed 2 é uma extensão direta de seu antecessor em tudo. Com isso, quero dizer que daria perfeitamente para pegar as fases e eventos do segundo jogo e “colar” no final do primeiro, seguindo como se aquele corte não tivesse ocorrido. Parece um… Read more »

Shadow of the Colossus

Sobre Shadow of the Colossus, vazios e silêncios e os filmes do Peter Jackson.

Monster Hunter Generations

Uma vez, numa partida de Insurgency (um jogo de tiro em primeira pessoa, para vários jogadores, que basicamente tenta ser um Counter Strike Mais Realista), eu estava subindo um lance de escadas numa direção, e o próximo lance ia na direção contrária, como escadarias de prédio. Enquanto subia, apontei a arma para o próximo lance,… Read more »

  • DEFAULT

    Forza Horizon 3

    Posted on by

    Eu acho que tem alguém grande na Playground Games que fica puto demais com review de jogo, daqueles que fica cheio de vontade de calar a boca de todo mundo. O Forza Horizon 2 recebeu umas críticas com respeito a falta de customização do personagem, algo que deve ter incomodado rigorosamente zero pessoas sem a… Read more »

  • DEFAULT

    The Silver Case

    Posted on by

    Uma das coisas que mais me fisgaram em Silver Case foi o uso da frase ‘KILL THE PAST’. Você vê ela pela primeira vez num site artístico (?) de uma (bela) moça e desde  então essa frase começa a aparecer não só como uma parte estética da obra, mas também como tema. Não precisando de… Read more »

  • DEFAULT

    Journey

    Posted on by

    Não existe um momento em que o mundo não esteja ao nosso redor. Não digo apenas o mundo como planeta, mas como existência. Os bichos, as águas, o céu, as plantas, o vento, as pessoas e as relações entre todas essas coisas sempre estão ao nosso redor. Justamente por esses fragmentos da vida estarem sempre… Read more »

  • DEFAULT

    I Am Setsuna

    Posted on by

    Sabe aqueles momentos quando duas pessoas estão passando por um momento de tensão e uma vira pra outra diz “Vamo ficar calmo. Um dia a gente vai rir disso”? Eu não sei se eu sou pessimista demais mas porra, sério, se você estiver do meu lado em uma situação assim em que eu esteja nitidamente… Read more »

  • DEFAULT

    Persona 3 Portable

    Posted on by

    Time never waits.
    It delivers all equally to the same end.

  • OUTROS

    Voltamos

    Posted on by

    Olá! Como você deve ter notado, nós ficamos um tempo fora. A falta de tempo por conta das responsabilidades da vida e a insatisfação com as limitações do Medium nos fizeram optar por uma parada temporária no andamento do site. Foi uma fase boa pra fazer também: julho e agosto são naturalmente meses menos movimentados nos videogames,… Read more »

  • DEFAULT

    Breath of Fire V : Dragon Quarter

    Posted on by

    É um tipo de senso comum categorizar as coisas que possuem semelhanças umas com as outras — por isso que se fazem joguinhos que continuam…

  • DEFAULT

    Inside

    Posted on by

    A luz possui um significado forte para nós, com uma origem até instintiva. É sob a luz do sol que nossos sentidos funcionam melhor e, por…

  • DEFAULT

    VA-11 Hall-A: Cyberpunk Bartender Action

    Posted on by

    A abertura de Durarara é uma coisa incrível. Não, sério. Não é nem pela música — mas pelo modo como ela consegue condensar um conceito da s…

  • DEFAULT

    Mighty No. 9

    Posted on by

    Quando os princípios de Mega Man foram concebidos, o controle para o qual ele foi projetado era uma limitação a ser considerada. Com seis…