Cartão Azul #01 – The Phantom Pain

Nesta primeiríssima edição do Cartão Azul, relembramos as nossas experiências com Metal Gear Solid V: Phantom Pain quase dois anos depois do seu lançamento (menos o Caio que na verdade jogou só agora).

Duração: 77min

Equipe: Caio Oricchio, Guilherme Alves, Kinho Costa e LucasQ

Feed: Link

 

Escrito por Juiz Cachorro

O seu clube do livro de videogames.

  • se vocês pararem pra pensar nier:automata já é o pós-videogame, e eu fico feliz que o caio orecho voltou dos mortos só por phantom pain.

    bom programa!!

  • Uhu! Quanto tempo não ouvia um podcast de vocês! (creio que o último tenha sido algo relacionado a E3 de….2015?)
    Mas fico feliz pelo Caio enfim ter terminado o MGSV, é realmente uma experiência única.
    Gosto muito do tema da língua que o jogo aborda, mas algo que semrpe me caduca é o tema de “vingança”.
    Porque eu vi muito ao longo do jogo o quão “200% PISTOLA” o Venom estaria por tudo o que aconteceu em Ground Zeroes, chegando ao ponto do Skullface falar o quão vingativo Venom estaria naquele instante quando nos encontramos pela primeira vez, mas…. na real a gente como jogador está tranquilaço com tudo aquilo.
    Quem, na realidade, é a representação máxima de toda a raiva e desejo de vingança é o Kaz. Inclusive é perceptível o quanto ele mudou e se endureceu moralmente quando vemos aquele Kaz mais amigável e até com senso de humor do Peace Walker.

    No mais, não tenho intenção de voltar a jogar no MGSV tão cedo. Joguei por 200 horas diretas e vou esperar o jogo ficar um pouco mais esquecido antes de inventar de comprar uma edição de PS4 (a que eu platinei foi a versão do PS3, que está muito bem otimizada, inclusive).

    Enfim, muito bom ouvir vocês de novo! Já até assinei no feed no meu app de podcast do celular!