Beleza, mas o que é o Juiz Cachorro?

Olá!

Este texto visa explicar para você e para nós mesmos do que o Juiz Cachorro se trata. Digo para nós mesmos porque é certo que iremos reler isto aqui para não nos perdermos em nossos objetivos.

Talvez seja mais fácil definir o Juiz Cachorro pelo que nós não somos. Pois bem, nós não somos jornalistas e o Juiz Cachorro não é um portal. Na verdade, o Juiz Cachorro busca exatamente não ser um portal jornalístico.

No Juiz Cachorro nós não queremos noticiar fatos ou fazer o que o jornalismo atual acha que é isso. Também não queremos ser uma vitrine para videogames, isto é, um daqueles locais da Internet que descreve objetivamente um jogo, dá uma nota baseada em uma média de gráficos, jogabilidade, som, diversão e diz se ele vale a pena ser jogado ou não, algo que consideramos ultrapassado em tempos nos quais somos capazes de achar diversos Let’s Play de um jogo no YouTube tão logo ele seja lançado.

Talvez a atividade que nos descreva melhor seja um clube do livro, mas pra videogames. Queremos jogar um jogo e apresentar para vocês o que achamos interessante sobre ele, seja tendências de design, inovações, sentimentos, ou algo aparentemente não relacionado ao jogo, porém catalisado pelo ato de jogá-lo. E como em um clube do livro, queremos que você seja parte disso.

O Juiz Cachorro dará certo se com ele formos capazes de fazer você pensar sobre o jogo, twittar sobre ele, comentá-lo brevemente ou até fazer uma resposta refutando tudo o que dissermos por aqui, algo que nos deixaria bastante felizes, uma vez que a nossa finalidade é promover um debate sobre jogos e sobre o que vivemos graças a eles.

Sendo assim, seja bem-vindo! Esperamos que esta seja uma oportunidade de acrescentar uma nova perspectiva para você. E, mais legal ainda, vice-versa.